A hipocrisia das leis trabalhistas

O Brasil está, há muito tempo, impedido de ter um crescimento saudável, pois as únicas que podem promover esse crescimento são as empresas. No entanto, neste país, mesmo entre os analistas de matizes menos esquerdistas, os chamados direitos trabalhistas são considerados intocáveis e toda lei que os fornece é recebida com louvores. Ocorre que a concessão de um direito laboral sempre é hipócrita, pois quem o prevê e o obriga recebe os elogios e sai como herói, mas quem o paga efetivamente é que fica com a responsabilidade, com o ônus e com o risco; e estes são absolutamente impeditivos para que se faça investimentos de expansão. A contaminação ideológica em nossa cultura nos faz continuar onerando e desconfiando daqueles que deveriam ser os mais agraciados com leis favoráveis: os que são os verdadeiros responsáveis por oferecer a dignidade do trabalho e colaborar decisivamente para o desenvolvimento do país.

 

1 resposta a “A hipocrisia das leis trabalhistas”

  1. Senhor FÁBIO BLANCO, avisá-lo-ei que escravolabores (trabalhos escravos) e pedolabores (trabalhos de menores de 18 anos) são pecados, além de crimes. Quem, seja quem for, os pratica deve ser punido rigorosamente. Trabalhos são coisas de adultos. Por isso, caso constatemos estes dois crimes, denunciemo-los às Justiças. Também, por isso, caso nossos direitos sejam violados, entremos com ações nelas para pedir indenizações por danos materiais ou morais. Agradeço-lhe de todo o meu coração! Obrigado!

Deixe uma resposta