Opinião sentimental

Não costumo dar muita atenção à opinião dos outros. Não porque não as respeito, nem porque acho que apenas as minhas estão corretas, mas porque sei que a maioria dessas opiniões está contaminada pelos próprios sentimentos do opinador. Isto possui até um nome técnico: heurística de afeto. A heurística de afeto é uma variante do…

Justiça incoerente

Ser justo é bom. No entanto, não existe justiça sem amor, como não existe justiça sem coerência. Amor e coerência são como que a balança que permite que a justiça seja aplicada com equilíbrio. No entanto, as pessoas estão sofrendo uma demasiada pressão social por serem justas, sem que lhes seja exigido, da mesma maneira,…

Exército dos mortos

Não basta ter coragem, firmeza e inteligência quando nos deparamos com uma imensidão de mentiras, uma infinidade de falsificações e ilusões de todo tipo. Não é sozinho que se confronta esses adversários de nossa sanidade. Para encarar inimigos assim, dispostos a corromper nossa alma e destruir nossa mente, é preciso companhia. Quando tudo convida à…

Antídoto contra o nosso tempo

Hoje em dia, uma das tarefas mais importantes da inteligência é nos proteger das loucuras do mundo contemporâneo. Se há ideias completamente inconcebíveis sendo concebidas é porque a razão tem sido desprezada e a coerência ignorada. Se as pessoas defendem absurdos, isso se dá menos por uma convicção gerada por uma reflexão, do que pelo…

Chesterton e Olavo de Carvalho

As razões mais óbvias servem para as pessoas mais óbvias. Porém, quem movimenta o mundo de verdade são aqueles que desafiam o óbvio e fazem aquilo para o que foram destinados. Se fizessem o óbvio, provavelmente cairiam na vala comum da mediocridade. Se seguissem os conselhos óbvios das pessoas óbvias seriam exatamente como elas: óbvias….

O fogo do altar científico

Um abandono gradativo do senso comum caracteriza a forma de pensar do homem inteligente da modernidade. Em sua pretensão de ser racional, passou a fiar-se mais em sua cabeça – mas uma cabeça que parece plainar solta pelo mundo. O que ele sabia deixou de ser o que simplesmente sabia, seja de que forma fosse…

Opinião comedida

Quem se apressa a expor seus pensamentos, geralmente, não percebe que o que é dito não volta e, a partir do momento que é dito, aquilo passa a ser a SUA opinião. Uma vez exposta, essa opinião lhe marca, como um carimbo bem no meio da sua testa. Ao ter definida uma opinião como sua,…

A necessidade das convicções

Defenda a existência de verdades universais e você experimentará o ódio dos difusores da tolerância. Isso porque a regra vigente é tolerar tudo, menos a certeza ampla. O que passa dos limites mais estreitos da subjetividade é visto como um acinte. A suspeita quanto às certezas gerais criou uma geração intelectualmente tímida. Não que as…

Leituras difíceis

Quem já tentou ler Kant, Lavelle, Homero, Camilo Castelo Branco, Padre Vieira, entre outros, sabe o esforço de atenção, o conhecimento linguístico e a bagagem cultural necessários para compreender o que esses mestres do pensamento e do estilo escrevem. Não são leituras fáceis. Podem tornar-se torturantes, na verdade. Diversas vezes comecei a ler livros difíceis…

O óbvio que não importa

Não há quem não fique furioso em, após explicar algo com detalhes e lógica, com todo o cuidado para que tudo fique bem claro, ser acusado com um adjetivo depreciativo que o interlocutor, ignorando tudo o que foi dito, impõe ao discursante, apenas por imaginar que ele representa determinada ideologia, classe ou interesse particular. Mesmo…