Como discutir com um militante

Discussão políticaEm certos debates, a pior estratégia pode ser querer provar a própria tese. Isso porque, dependendo do adversário, fazer isso será o mesmo que argumentar para uma porta. Há certas pessoas, principalmente aquelas que estão comprometidas com uma ideologia qualquer, que não estão abertas às razões apresentadas, mas somente se posicionam com a intenção objetiva de impor as crenças que carrega.

Explicar os motivos de nossas convicções é algo trabalhoso. Até porque, se forem convicções realmente alcançadas depois de muita reflexão, as razões não estão assim tão prontas para serem explicadas. Uma resolução firme e bem abalizada depende de muitas premissas e muitas explicações. Querer expor tudo em uma discussão ou tentar explicá-la de maneira que seja assimilável pelo adversário demandaria um esforço descomunal e, no caso específico, uma grande perda de tempo.

Ainda mais, tratando-se de militantes ideológicos, que caracterizam-se, em grande parte, por “desajustados permanentes”, como dizia Eric Hoffer, querer expor razões plenamente coerentes é o mesmo que tentar convencer seu cachorro que é melhor mijar na privada.

Por isso, em uma discussão com um militante não se apresse em expor o seu próprio ponto de vista. Isto quase sempre é inútil, pois ele não o entende, nem quer entender. Concentre-se, simplesmente, em mostrar as mentiras dele, suas incoerências e falácias. Apenas esta tarefa já lhe dará bastante material para trabalhar.

Deixe uma resposta