Dilema conservador

O dilema conservador é a tensão entre uma profunda desconfiança em relação ao governo e um respeito pela ordem e autoridade. Dilema que pode se tornar esquizofrenia em alguns casos. É que ao mesmo tempo que ele entende que sem ordem há uma aproximação à barbárie, sabe que o excesso de autoridade leva à tirania. E como é difícil apontar exatamente qual é o ponto de equilíbrio entre esses dois extremos, o conservador pode oscilar entre a exigência de liberdade e da aplicação da força estatal. Encontrar a medida certa entre esses pólos, portanto, é o seu desafio, mas também sua tortura.

Deixe uma resposta