Ideologia de ocasião

Há quem ainda se surpreenda com a repentina mudança de discurso de Fernando Haddad, que anda incluindo, em suas promessas, bandeiras que historicamente nunca foram próprias de seu partido. Há quem ache estranho essa repentina mudança de tom, que se apresenta em dissonância com o próprio plano de governo do PT e com as próprias palavras do candidato até alguns dias atrás.‬

‪Mas, realmente, não há com o que se surpreender. Na verdade, as pessoas precisam aprender, de uma vez por todas, que comunismo não é uma ideologia, no sentido de ser uma doutrina rígida, à qual seu adeptos se apegam de maneira inflexível, ainda que isso lhes acarrete algum prejuízo. Não! Comunismo não é isso. Comunismo é, de fato, e tão somente, um projeto de poder. ‬

‪E qual é o papel, então, da ideologia nesse projeto de poder? A ideologia existe única e exclusivamente para permitir que os comunistas acessem, permaneçam e fortaleçam-se no poder. Toda a ideologia comunista existe para perpetuar um grupo no controle da sociedade.‬

Por isso, nada impede o comunista de mudar seu discurso se isso for lhe ajudar a obter o poder. Foi assim, em 1921, quando Lenin percebeu que a aplicação da ideologia estava levando a economia russa à ruína. O líder bolchevique, naquela ocasião, não teve problema algum em suspender o marxismo no país para permitir que o capitalismo voltasse a ser praticado livremente. Assim, ele evitou que os comunistas perdessem o poder – pois isso era o mais importante – ainda que às custas de qualquer ortodoxia teórica.‬

‪Saiba, portanto, que o PT, sendo um partido declaradamente comunista, é capaz de vender a própria alma para estar no poder. Não me surpreenderia que seus membros e seu candidato passassem a defender ideias contrárias àquelas que eles mesmos sempre defenderam, como o armamento da população, a redução de impostos, o endurecimento da repressão contra o crime, apenas para angariar os votos que lhes permita voltar ao poder.‬

‪Por isso, não ouçam promessas de petistas – elas não valem absolutamente nada.

Deixe uma resposta