Mentes infectadas

Uma das maiores dificuldades de quem ingressa numa luta contra as forças ideológicas que tomaram o mundo é encontrar armas que sejam eficientes para derrotá-las. Tudo o que se usa contra elas parece ineficaz. Chega a ser frustrante tentar derrotar esse inimigo e ver que ele continua firme e forte e continua fazendo a cabeça do povo.

O fato é que a ideologia socialista formou a cultura mundial contemporânea. O marxismo é o maior empreendimento cultural da humanidade, tendo formatado a mente das últimas gerações. Com isso, praticamente tudo o que se pensa hoje em dia, e a forma como se pensa, são moldados pela maneira socialista de se pensar.

Então, mesmo quando se discorda das propostas ideológicas e até quando se propõe a lutar contra elas, geralmente faz-se isso usando das mesmas categorias de pensamento ensinadas pela ideologia. Inclusive, a linguagem é a mesma.

Porém, ao enfrentar a ideologia usando das mesmas categorias de pensamento e linguagem da ideologia, não é mais possível derrotá-la. Isso porque toda a linguagem socialista e suas categorias de pensamento existem exatamente para corroborar a visão de mundo do socialismo. Repeti-las já é confirmar essa visão de mundo.

Só um pensamento livre da influência da ideologia permite ter uma visão de mundo natural e apenas a visão natural é capaz de contrapor a ideologia com eficiência, desnudando-a.

Por isso, é imperioso resgatar uma visão natural da vida – uma visão que existe antes da infiltração da ideologia. No entanto, essa não é uma missão fácil de ser cumprida depois que toda a nossa percepção foi infectada. Para isso, é preciso fazer um trabalho de desconstrução muito forte, que afaste da imaginação coletiva todo o lixo ideológico que foi jogado dentro dela nos últimos cem anos.


Deixe uma resposta