Nas mãos de burocratas

Nosso destino está sendo traçado por políticos e isso é muito perigoso.

Em meus tempos de advocacia, quando um processo dependia de pericia técnica, eu sempre dizia para o cliente: “Acabou! Não há mais argumentos a serem apresentados. Agora que tem perito na jogada, o que ele decidir será o resultado da ação”.

Por que isso? Porque juízes são burocratas e, se puderem transferir a responsabilidade de uma decisão, não hesitarão em fazê-lo. Ainda mais, quando essa decisão for técnica, inacessível ao conhecimento das pessoas comuns.

Políticos também são burocratas, só que de uma espécie muito pior. Porque além de não assumirem responsabilidade por nada, estão sempre buscando satisfazer seus próprios interesses.

E se nós observarmos a formatação atual da crise que se instalou, constataremos que ela é perfeita para os políticos: eles podem tomar a decisão que for, pois estarão amparados pela proteção do conhecimento científico que nem eles, nem a quase totalidade dos afetados por elas, possuem.

Então, ao mesmo tempo que se livram dos custos de suas decisões, ainda podem perseguir seus projetinhos políticos com segurança.

O que eu quero dizer é que a ciência sempre foi um ótimo refúgio para os burocratas. Sobre ela eles sempre puderam lançar a responsabilidade oriunda de suas decisões, sem precisar arcar com os custos delas. Os comunistas fizeram isso, os nazistas fizeram isso, os eugenistas fazem isso, os abortistas fazem isso e tantos outros exemplos que poderiam ser listados aqui.

E, se você reparar bem, nossas vidas sociais estão sendo interrompidas exatamente por gente desse tipo. Gente que está usando a ciência como refúgio, tanto para livrar seus próprios rabos, como para atingir seus objetivos de poder mais mesquinhos.

Não pensem que esses políticos acreditam no que a ciência diz. Eles apenas vão usá-la para se proteger. Se, ainda, puderem tirar vantagem da situação, melhor para eles.


Deixe uma resposta