O conhecimento parece uma maldição

Conhecer é maravilhoso, mas, às vezes, parece uma maldição.

Enquanto vivemos nossas vidas como se tudo já estivesse resolvido, sem questionamentos, nem dúvidas, prevalece uma aparente paz. Basta, porém, começarmos a refletir um pouco para descobrir que muito do que vemos é apenas a superfície da realidade. Nisto, surge o incômodo.

Chega até a bater uma saudade dos tempos de ignorância, quando nada era complicado e as coisas se mostravam óbvias. Conforme conhecemos, porém, percebemos que muito do que tínhamos por certo é duvidoso e várias das antigas convicções simplesmente somem — e isso pode ser aterrorizante.

Naturalmente, as pessoas querem a segurança da certeza, só que, paradoxalmente, não a obtém na busca pelo conhecimento. Pelo menos, não no começo.

Por isso, quem quer entender melhor as coisas tem de saber que, antes de entender melhor, é bem provável que sinta que não está entendendo nada.


Deixe uma resposta