O Erro dos Utopistas

Nisso reside o grande erro de todos os utopistas: acreditar que sua missão de mudar a humanidade era algo nobre

Querer mudar as pessoas, arrancá-las de seus vícios, de suas vidas infrutíferas, de seus pecados, em princípio, parece algo louvável. Quem faz isso, não apenas é visto como um benfeitor, mas é considerado um verdadeiro salvador. Principalmente, se suas intenções se transformarem em atos efetivos, todos verão nesse homem um grande coração, alguém abnegado em favor da melhora dos homens menos desenvolvidos.

Ler mais

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

Esterilidade do ensino desapegado da experiência

Acreditas que é possível ensinar cristianismo sem o aporte da experiência?

Continua preocupando-te apenas com a correlação dos textos, com o correto apontamento dos versículos bíblicos, com a certeza de que tua fala está alicerçada nos compêndios de teologia e com a fidelidade de teu ensino à doutrina de tua denominação e permanecerás gozando da total irrelevância.

Ler mais

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

Para quem se dirige o discurso cristão

Deus falou aos homens, sobre os homens. A igreja, às vezes, fala sobre muitas coisas, mas deixa o homem, em sua substância, esquecido

Um discurso cristão que tenha alguma relevância não pode se ater apenas às trivialidades da vida, em seus aspectos materiais e emocionais, que envolvem o que é palpável e sensível. Nem se preocupar demais com o que se refere às atividades eclesiásticas, à realidade ministerial, como se a práxis cristã fosse um fim em si mesma.

Ler mais

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

A beleza e a alma corrompida

Quando o individuo não consegue mais identificar a diferença entre a beleza e a feiúra ou quando passa a denominar de belas coisas repugnantes, isso é sinal de que sua alma já está corrompida

Algumas pessoas podem até dizer que a beleza é algo subjetivo, dependente do gosto e do desejo de cada indivíduo. Porém, não podem negar que há imagens que são tomadas como belas por todos. No mínimo, há alguma referência de beleza que permite que algo seja chamado de bonito e outro de feio. Ainda que se aceite que há graus de beleza, exatamente por isso deve-se aceitar também que existe uma Beleza transcendental, que serve como referência máxima de tudo o que pode ser chamado belo.

Ler mais

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

Minha saúde te importa?

Parece que as gerações atuais sequer possuem noção do que significa o Direito à privacidade

O Ministério da Saúde, por meio da Portaria 763/11, determinou que todos os pacientes atendidos pela rede pública ou privada de saúde devem apresentar sua CNS – Carteira Nacional de Saúde, a fim de que todos os procedimentos sejam registrados, vinculando seus nomes, juntamente com o procedimento aplicado, aos dos profissionais de saúde que os atenderam e dos hospitais envolvidos.

Ler mais

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page