Idiotices juvenis

Quando eu era menino, tinha minhas ideias esdrúxulas sobre sociedade e politica. Acreditava que daquela mente fértil poderiam sair soluções definitivas para o mundo. Porém, eu possuía uma vantagem em relação aos jovens de agora: aquelas propostas não ousavam, nem podiam, sair do âmbito de minha própria cabeça, quiçá de algum caderninho jamais lido por…

A falácia da evolução moral inevitável

Falar em inevitável evolução moral é um erro. A sociedade acumulou experiência e isso, obviamente, conduz ela a um desenvolvimento pelo conhecimento adquirido. No entanto, esse desenvolvimento não é infalível e aquilo que poderia representar uma superioridade moral, pode tornar-se um aprofundamento no erro. O fato é que a experiência, em si mesma, não é…

Tolerância dos justiceiros sociais

É muito bonito quando ouvimos esses discursos que pregam a tolerância, a diversidade e a inclusão. Soam sempre como uma demonstração de respeito e de cuidado ao ser humano que, em alguns casos, podem levar até às lágrimas aqueles que forem pegos de surpresa com tamanha demonstração de bondade. O único problema é que basta…

A necessidade do propósito

A inexistência de propósito não representa apenas a ausência de algo que poderia existir por acréscimo na vida da pessoa. Na verdade, é a falta da própria essência que jamais deveria tê-la deixado. No entanto, ao se deparar com a proposta da inserção do propósito na vida, como apresentada por Viktor Frankl, por exemplo, há…

Desconfiança mútua

Desenvolvemos, aqui no Brasil, uma desconfiança mútua que, muitas vezes, nos impede de usufruir o melhor de nós mesmos. Não sei se com razão, suspeitamos dos outros, pressupondo que suas intenções são malévolas e que alguma vantagem desejam obter sobre nós. Essa realidade talvez seja fruto de uma cultura que há muito tempo privilegia a…

Sinceridade de um cão

“Sinceridade é algo muito bom. Porém, sinceridade, sem a devida reflexão, é apenas impulso. E do impulso se pode dizer que é espontâneo, não sincero. Sinceridade pressupõe a vontade consciente de ser verdadeiro. Portanto, quando alguém diz que é sincero, apenas porque costuma falar tudo “na cara” de todo mundo, sem pensar, sem ponderar, não…

Culpa e preconceito

O politicamente correto é uma força coercitiva que sufoca, não apenas aqueles que arriscam-se em palavras mais audaciosas, mas a todos que temem ser enquadrados como intolerantes na sociedade. Mesmo alguém que não tenha o costume de expor opiniões heterodoxas sofre com a necessidade de parecer correto e de não cair em algum tipo de…