Para o esquerdista a culpa é sempre do outro

Colocar a culpa dos males sociais no sistema é uma retórica herdada dos utopistas, mas que caiu como uma luva para justificar as canalhices praticadas pelos novos socialistas. Eles aprontam de tudo: roubam, fraudam, corrompem, mentem e matam e depois, quando pegos, quando sua atuação maligna é descoberta, dizem que o sistema precisa ser mudado, que deve haver reformas estruturais e que é preciso criar leis para impedir o crime. Ou seja: fazem o diabo e depois culpam o capeta. Só cai nessa conversa quem é muito ingênuo e não percebe que as esquerdas jamais assumem seus erros. Fazem o inferno na terra, mas, no final, sempre arrumam um bode para assumir seus próprios pecados.

Deixe uma resposta