Submissão cega à autoridade científica

Neste momento de incertezas, a mídia, os bem formados e até os políticos dizem que devemos seguir aquilo que a Ciência diz.

Isto é muito estranho porque não existe uma Ciência, com uma boca, para dizer alguma coisa.

O que há são cientistas, cada um dizendo uma coisa diferente.

De que é composta a Ciência, afinal? De hipóteses que são testadas e que são comprovadas ou não.

No entanto, essas comprovações jamais se tornam verdades definitivas.

Na verdade, o que caracteriza a ciência é exatamente colocar em questão conclusões anteriores e apresentar novas conclusões, melhorando, superando e, não poucas vezes, até negando a conclusão antiga.

Quantas vezes, por exemplo, a ciência não disse que um alimento fazia mal e, depois de novos estudos, afirmou que aquele mesmo alimento fazia bem? Esta é uma amostra do que é a Ciência.

Você sabia que a maior parte dos artigos científicos estão, simplesmente, errados? Isto é a Ciência.

Diante de tudo isso, o que podemos dizer é que a Ciência vive num perpétuo negar-se a si mesma. Ela é fluida, incerta, contraditória e sempre provisória.

E é esta ciência, com todas essas características, que determinou que você ficasse em casa porque é o melhor para você.

Pense nisso!


Deixe uma resposta