Um exemplo de como a retórica esquerdista degenera a consciência

Um grande sinal de estupidez é alguém acusar o interlocutor daquilo que lhe acomete. Há pessoas que não percebem que o que apontam no outro é exatamente o que elas mesmos estão fazendo. Como não enxergam isso, porém, assumem um ar acusatório superior, como se fossem justos inquiridores, quando, na verdade, não passam de míopes quanto a tudo que os envolve.

Um leitor reclama que o que escrevi no artigo Qual o problema em ser esquerdista não passa de senso comum. E do que ele está falando? Simplesmente, de minhas afirmações de que a as bandeiras da esquerda envolvem a defesa do aborto, a ideologia de gênero, o feminismo e, também, do que falei sobre as perseguições, mortes e mazelas causadas pelo socialismo. Segundo esse leitor, tudo isso não passa de estereótipo e não reflete a realidade.

E o que é a realidade esquerdista para ele? Nada menos do que aquilo que é propagandeado pelos socialistas, mas que nunca se tornou realidade nos países onde fora implantado. O leitor repete os chavões marketeiros que a esquerda sempre bradou e trata isso como se fosse a mais pura realidade. Quanto ao que eu escrevi, que são nada menos do que os dados baseados na realidade histórica, não em propaganda, ele trata isso como se fosse apenas o reflexo de uma percepção comum, porém equivocada.

É impressionante como uma mente esquerdista pode se tornar lesada pela força da retórica socialista. Mesmo diante da realidade mais patente, dos fatos mais notórios, a consciência de um militante sofre tamanha degeneração que passa a viver baseada apenas nos sopros verbais emitidos pelos agentes de propaganda do partido. E jura que isto é a verdade, invertendo completamente a realidade.

Sequer é possível argumentar contra alguém que pensa assim. As únicas armas que a pessoa de bom senso têm para provar seus argumentos são os fatos e os números. Mas, para essas cabecinhas já tão detonadas pela mentira, falar em fatos é intolerância, apresentar números é opressão. Para inteligências assim, indiferentes em relação à realidade, o único argumento verdadeiramente eficiente é o conhecido, mas sempre útil, vá à merda!

 

2 respostas a “Um exemplo de como a retórica esquerdista degenera a consciência”

  1. Realmente vc escreveu sobre ideais da esquerda e não suas práticas.
    Portanto errou de modo infantil

Deixe uma resposta