Um velho de meia-idade e o preconceito contra a transidade

Eu me sinto um velho em corpo de meia-idade. Os testes psicológicos dizem que tenho 80 anos. Sou um transidade. Posso parar meu carro na vaga de idosos? Posso andar de ônibus de graça? Me negar isso é preconceito. Se um homem pode falar que está no corpo errado, que se vê como uma mulher e quer os direitos desta, vou começar exigir a minha meia-entrada e meus benefícios da velhice.

1 resposta a “Um velho de meia-idade e o preconceito contra a transidade”

  1. vc sofre de algum mal fisico?
    transsexuais tem alguma vantagem?
    qual seria?

Deixe uma resposta