Vida de crítico

A posição do crítico é a mais confortável que existe. Ele aponta o que considera errado, mas faz isso apenas em abstrato, pois não é ele quem está fazendo algo. Quem fez tem de lidar com as nuances e complexidades da realidade, mas quem critica pode pairar no mundo das hipóteses, sem riscos, sem responsabilidades….

O velhinho e o cadeirante

Uma conhecida minha fez uma crítica ácida contra os serviços de entrega de comida, solicitados por aplicativos, como o Ifood, o UberEats e outros similares. Foi aquela lamentação chorosa, reclamando da ausência de jornada de trabalho e, especificamente, da suposta exploração dessas empresas em relação aos entregadores. Mais especificamente, narrou um velhinho entregando comida e…

Sobrevivendo do inimigo

Uma tática que os grupos que defendem causas específicas usam é ampliar a definição daquilo que combatem. Por exemplo, o machismo: se antes ser machista era tratar uma mulher como inferior e incapaz, hoje basta se dirigir a ela com alguma rispidez para ser enquadrado no tipo. Assim, o termo que designava algo específico, vai…

Acusadores e covardes

Não me interessa nem um pouco os pecados alheios. Sinceramente, nem os meus. Pelo menos, não os pecados pontuais. Aqueles nos quais, invariavelmente, nos vemos enredados. Aqueles pecados cotidianos que caímos, nos arrependemos, mas acabamos caindo de novo, simplesmente porque fazem parte das tentações cotidianas e aparentemente inofensivas que nos cercam. Quer dizer, então, que…

Vacilos humanos

É proibido ter dúvidas. Seja qual for o meio do qual façamos parte – negócios, intelectualidade, religião – parece que a incerteza é condenável. Aprendemos que o sucesso é para os que não titubeiam, a verdade daqueles que possuem uma convicção inabalável. Demonstre um mínimo de indecisão e será tachado de fraco, incrédulo, burro. Somos…

Uma conversa chata

Eu tenho uma certa dificuldade de conversar com algumas pessoas. A razão disso vai parecer arrogante, mas eu vou explicar os motivos. É que a maioria delas parecem-me um tanto enfadonhas (apesar de ter plena consciência de eu também ser enfadonho para elas). A diferença entre nós, porém, reside no fato de eu entender as…

Hiperconectividade

Quando eu era jovem, nos tempos que não havia a chance de estar o tempo inteiro em contato com outras pessoas, precisávamos aprender a ter as nossas próprias diversões, os nossos próprios passatempos; precisávamos descobrir coisas que pudéssemos curtir a sós, sem esperar que os outros participassem disso. Eu escrevia poesias que nunca ninguém leu,…