Militante com cara de bom não torna a ideologia melhor

Quando eu digo que tenho certa dificuldade de me filiar a algum grupo, isso não significa que não me identifico com nenhum. Pelo contrário, eu sei bem de que lado estou. As pessoas que fazem parte do grupo são uma coisa, as ideias que promovem são outra. Não é certo confundi-las, portanto. As ideias são independentes. Elas sobrevivem aos seus pregadores. Quando eu analiso um grupo, antes de tudo, verifico quais são suas ideias, para apenas depois confirmar se elas coadunam com a realidade e com a própria prática de seus defensores. Por exemplo, antes de ter o comunismo como algo nefasto pelo que ele causou no mundo, o tenho assim pelas próprias ideias que ele propugna. Quem não sabe separar as ideias de seus defensores nunca vai conseguir entender com o que está efetivamente tratando. É por isso que muita gente abraça ideologias destrutivas, porque é seduzida não pela ideias, mas pelo que acredita ser o bom caráter de seus militantes.

Deixe uma resposta