Sem medo da desorientação

Quando algumas certezas se esvaem, quando, das opções que conheço, nenhuma parece correta, não me sinto, como seria esperado, desamparado. Pelo contrário, vejo nessa situação uma oportunidade. Até porque se, quando isso acontece, boas convicções ficam temporariamente suspensas, ao mesmo tempo, certezas equivocadas se perdem de vez. E dessa aparente confusão e desnorteamento é que surgem as mais fortes convicções, posto serem fruto não mais da herança, da autoridade ou do costume, mas da mais profunda experiência.

Deixe uma resposta